Projetos

Fundo Quilombola – Criação de um Mecanismo Financeiro Comunitário para territórios quilombolas no Pará.

Fundo Quilombola

Criação de um Mecanismo Financeiro Comunitário para territórios quilombolas no Pará.

O Fundo Quilombola busca a construção de um modelo de governança voltado para a gestão territorial, vinculados a mecanismos financeiros que conta com a existência de um amplo processo de planejamento, democrático e participativo.

Com objetivo de promover o desenvolvimento territorial integrado de médio e longo prazo na região da Calha Norte do estado do Pará, o Fundo Quilombola foi criado para que os territórios possam receber recursos para subsidiar as ações do Plano de Vida, instrumento de gestão territorial utilizado pelos quilombolas, construídos e e aprovado nas comunidades. Os Planos de Vida consideram as demandas mais urgentes de cada comunidade dos territórios quilombolas.

O Fundo Quilombola e os Planos de Vida são frutos de uma parceria da Humana com o Programa Territórios Sustentáveis, a ECAM – Equipe de Conservação da Amazônia a Mineração Rio do Norte, a USAID e a Arqmo – Associação de Remanescentes Quilombolas do Município de Oriximiná.

Parceiros

ECAM – Equipe de Conservação da Amazônia
Programa Territórios Sustentáveis
USAID
Mineração Rio do Norte
Arqmo – Associação de Remanescentes Quilombolas do Município de Oriximiná

Diagnóstico Participativo Local – Formação prática para a equipe do Sesc Nacional com ferramentas metodologias para Diagnóstico Participativo Local.

Diagnóstico Participativo Local

Formação prática para a equipe do Sesc Nacional com ferramentas metodologias para Diagnóstico Participativo Local.

Com o objetivo de formar a equipe do Sesc Nacional e Sesc Ler como facilitadores para a condução de processos de diagnóstico local participativo realizados pela organização, a HUMANA desenvolveu o curso prático de 4 dias para 45 pessoas, nas cidades de Belém e Benevides (PA), em dezembro de 2018.

Capacitação com foco na prática

Nossos processos formativos são  fundamentados numa abordagem de aprendizado através da prática, com 20% de conteúdo teórico e de 80% de conteúdo prático e experiencial:

Conteúdo teórico: Fundamentos do Diagnóstico Local Participativo, visão geral do processo e elementos, apresentação das abordagens e ferramentas.
Conteúdo prático: Experimentação e aplicação das abordagens e ferramentas do Diagnóstico Local Participativo, sistematização das informações e comunicação de resultados.

Metodologias participativas e ferramentas “sob medida”

A HUMANA possui em seu repertório diversas ferramentas e metodologias participativas, incluindo: ferramentas de planejamento participativo, técnicas de formação e integração de grupos, ferramentas de coleta de informações, facilitação de diálogo e rodas de conversa, investigação, análise de contexto,  representação gráfica  e comunicação visual.

Clientes e parceiros com os quais desenvolvemos formações similares

ESCAS – Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade / Instituto Ipê
Centro de Formação e Pesquisa do Sesc-SP
FGV-SP
Vale
Umapaz

Iniciativa Territórios – A construção de uma nova estratégia para o desenvolvimento territorial integrado.

Desde 2016 a HUMANA e a ECAM vem atuando na construção de estratégias, modelos, mecanismos de gestão e governança territorial integrada e comunitária. Fruto desta experiência e da parceria entre uma organização que propõe um novo modelo empresarial e uma organização do terceiro setor, surgiu a Iniciativa Territórios.

O objetivo da Iniciativa Territórios é construir estratégias para o Desenvolvimento Territorial que seja inclusivo e centrado nas pessoas; que tenha caráter multidimensional e integrado; que nele seja enfatizado a intersetorialidade e a governança compartilhada. Para isso, apoiar a estruturação de territórios a partir do fortalecimento das capacidades dos atores locais é fundamental.

O modelo se apresenta como uma solução eficiente e inovadora, pois propõe que todos os atores de um mesmo território tenham uma perspectiva comum, construam ou fortaleçam as capacidades necessárias, e implementem ações para o desenvolvimento integrado de curto, médio e longo prazos, gerando autonomia e sustentabilidade.

Como atuamos

A Iniciativa Territórios é composta por 6 macro-ações que visam o fortalecimento de capacidades locais a serem desenvolvidas:

  • Pactuações, diagnósticos e mapeamento de atores locais.
  • Fortalecimento institucional das associações e formação de lideranças.
  • Gestão Territorial (incluindo Planos de Vida e instrumentos financeiros comunitários).
  • Apoio às Políticas Públicas para o desenvolvimento.
  • Inclusão Digital Comunitária.
  • Apoio do Desenvolvimento Econômico e das Cadeias Produtivas da Sociobiodiversidade.

Para as empresas

Na perspectiva da empresa, esta abordagem integrada e a forma participativa como são conduzidos os processos locais da Iniciativa Territórios, são elementos-chave para o engajamento de atores locais, o que favorece o real desenvolvimento territorial e pode oportunizar a melhoria do relacionamento empresa/comunidade.
Aprimorar o modelo integrado de investimento social em territórios impactados por grandes empreendimentos, garantindo eficiência e retorno para o negócio, mas com o objetivo final de que cada pessoa, cada comunidade, tenha condições de desenvolvimento e oportunidades para uma vida melhor, a partir das realidades de cada lugar.

Para os territórios

Na perspectiva dos territórios, oportuniza o fortalecimento de capacidades e autonomia. Além disso, gera eficiência e equidade num processo de desenvolvimento sustentável, onde o território ocupa o lugar central: para a eficiência nos investimentos, para o uso dos recursos, para a execução das ações; para a equidade dos benefícios, para o acesso a oportunidades, para a inclusão de cada pessoa e cada setor da sociedade.

Clientes

USAID
Cargill
Hydro